MELHOR IDADE

A idade de ser feliz

Cada fase da vida tem seu brilho, tem sua luz, como se cada uma delas fosse uma estação. O aumento da expectativa de vida, a longevidade é um presente dos tempos modernos, por isso devemos dar mais atenção ao envelhecimento natural do organismo, pois assim estamos dando atenção ao nosso futuro.

Embora alguns acreditem que o passar dos anos traga apenas um acúmulo de doenças, modernos conceitos científicos nos mostram que o processo natural do envelhecimento não é de forma alguma um fato impeditivo para o desempenho das funções cotidianas.

Segundo a OMS saúde é um conjunto de bem estar físico, mental e social, não apenas a ausência de doença. Assim, a saúde envolve um conjunto de atitudes para o alcance de uma vida saudável em qualquer idade.

A longevidade com qualidade é uma responsabilidade que devemos abraçar, cuidando precocemente de nosso envelhecimento. Não devemos esperar chegar a uma determinada idade para pensar nesta fase de nossas vidas. Cultivar hábitos salutares, realizar exames e consultas periodicamente são a melhor estratégia para não ter que cuidar das doenças quando seus sintomas já se manifestaram.

Deve-se evitar o sedentarismo, a má alimentação, uso indiscriminado de medicamentos e em contra-partida, deve-se exercitar a mente, criar ambientes seguros, prevenindo acidentes, ter consciência da capacidade e limites, valorizar a vida e as relações inter-pessoais, e principalmente estar em harmonia com o ambiente em que se vive.

Deve-se usar as experiências acumuladas no decorrer dos anos a favor do indivíduo, em busca de um envelhecimento saudável, pois, como dizia Mário Quintana, devemos estar atentos à “Idade de Ser Feliz”.

 

A IDADE DE SER FELIZ

Mário Quintana

Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida  de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-los a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa.

voltar